O que está buscando?
Entrar

Da Brodway às Telas: live da Bachiana Filarmônica Sesi-SP segue disponível no YouTube e Facebook do Sesi-SP

Over The Rainbow, Em Algum Lugar do Passado, New York, New York, foram alguns dos clássicos que fizeram parte da apresentação que foi transmitida, sem público, direto do Centro Cultural Fiesp (CCF). Alcance foi de 250 mil pessoas nas redes sociais

 Por: Mariana Soares, Agência Indusnet Fiesp
13/07/202017:17- atualizado às 11:59 em 04/08/2020

Uma plateia de quase 250 mil pessoas que fez questão de demonstrar a felicidade e a gratidão sentidas por assistir ao espetáculo Da Broadway às Telas de maneira virtual. Foram mais de 6 mil comentários nos dois canais de transmissão pelos quais foi transmitida a live inédita da Bachiana Filarmônica Sesi-SP, regida pelo maestro João Carlos Martins, na última sexta-feira (10). O concerto teve como formação uma camerata composta por 18 músicos, somados ao maestro João Carlos Martins à frente do piano, usando suas luvas biônicas. E ainda contou com as participações do tenor Jean William, da soprano Anna Beatriz Gomes e da bailarina Juliana Gomes. 

Para aqueles que assistiram a live e querem revê-la ou ainda para quem não viu, é possível acessar o YouTube do Sesi-SP, https://bit.ly/DaBroadwayAsTelas ou ainda o Facebook do Sesi-SP, https://bit.ly/daBroadwayAsTelas. O espetáculo está acessível em libras. 

Durante quase 90 minutos de live, os músicos apesentaram obras que marcaram os espetáculos encenados nos palcos dos grandes teatros de Nova York e as telas de cinema. Da Brodway às Telas, trouxe clássicos como Over The Rainbow, Em Algum Lugar do Passado, New York, New York, Tico Tico no Fubá, além de um tributo ao maestro italiano Ennio Morricone, falecido dias antes. 

“Nós, que fazemos a Bachiana Filarmônica Sesi-SP, ficamos muito felizes em poder dar este presente a quem está em casa. Nosso coração se enche de amor e satisfação por poder levar um pouco da Broadway para quem nunca teve condições de ir até lá. Dessa forma, por meio da tecnologia, e respeitando todas as orientações de saúde em razão da pandemia do coronavírus, levar música clássica para um número ainda maior de pessoas”, disse o maestro João Carlos Martins.

Para o concerto Da Brodway às Telas, o Espaço Saúde da Fiesp/Ciesp/Sesi/Senai orientou um comportamento ainda mais cauteloso por parte dos integrantes da Bachiana Filarmônica Sesi-SP e da equipe técnica. Todos usaram máscaras cirúrgicas de dupla camada, que oferecem um grau de proteção ainda maior do que as de tecido, e são indicadas preferencialmente para grupos específicos ou de alto risco de contaminação ou transmissão. 

Além de cumprirem o distanciamento adequado, de 1,5 metros entre si, os participantes, os músicos também estiveram protegidos por estantes de acrílico vertical que tem como função a de ser mais uma camada na composição deste afastamento. 

O palco e o acesso a ele, além dos camarins, tiveream um fluxo reduzido de pessoas e passaram por higienização. Outra recomendação do protocolo elaborado pelo Espaço Saúde das entidades é a de que encontros com tal perfil aconteçam sempre em ambientes ventilados ou em uma sala grande para não haver acúmulo de aerossol. 

O Espaço Saúde da Fiesp/Ciesp/Sesi/Senai estabeleceu este protocolo para realização de concertos musicais em espaços fechados, que poderá ser utilizado por produções culturais em todo o estado, durante o período de isolamento social. O guia foi baseado em regulamentações estabelecidas por entidades de apoio e promoção à saúde. 

Sobre a Bachiana Filarmônica Sesi-SP 

Fruto da parceria entre a Fundação Bachiana e o Sesi-SP, a Bachiana Filarmônica SESI-SP conta com jovens talentos e músicos experientes e diversas idades, sob a direção artística do reconhecido mundialmente maestro João Carlos Martins. A orquestra já realizou mais de mil apresentações em todos o estado, levando a música erudita a mais de 1 milhão de pessoas. 

Mantida pelo SESI-SP, a Bachiana Filarmônica representa ação relevante no apoio à música clássica e ao desenvolvimento de seus integrantes. Ao mesmo tempo em que contribui para a formação de talentos e abre múltiplas oportunidades profissionais, leva a cultura da música erudita a milhares de brasileiros, apresentando-se em cidades do interior do estado, periferias das grandes cidades e em renomados teatros, difundindo e valorizando a música clássica de alta qualidade técnica e artística.

Leia também